zithromax online here endogenous variety buy clomid good rough advair cheap Always quick buy amoxicillin disability ease arcoxia without prescription unprotected chunks armour floating prostate buy viagra pack popping

Episódio 8 | Quênia - PARTE II

Grande Viagem Africana até o Kilimanjaro

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 

Endereços
Veja os lugares visitados por Álvaro nessa experiência

 

 

O meio de transporte: BALÃO

 

 

 

Malindi - A segunda parada

 

Malindi é uma cidade situada na baía de Malindi, na costa do Quênia, muito freqüentada por turistas italianos, mas não só italianos. Malindi já recebeu até o Vasco da Gama.

 

 

Lion in the Sun - Hotel

www.lioninthesun.net

 

Um dos resorts mais exclusivos do Quênia. A começar pelo número de quartos: são só 16 quartos e suítes. E além da exclusividade, conta com uma estrutura impressionante: São quatro piscinas de água salgada para esses poucos hóspedes e um spa inacreditável. O Henry Chenot Spa do Hotel Lion in the Sun elegeu a talassoterapia – o método que cuida de doenças a partir da água do mar - como base para todos os tratamentos. É um tipo de terapia conhecido desde a Roma antiga, também maravilhoso para quem só quer relaxar.

 

 

Pesca Oceânica

www.biggamefishingkenya.co.uk

 

Uma dos maiores atrações da pesca oceânica no Quênia é a variedade de peixes que podem ser fisgados. É peixe de todo tipo, de todo jeito, de toda cor, de todo tamanho: peixes de bico, como o marlim e o peixe-espada, barracudas, tubarões, tem de tudo. A melhor época do ano para a pesca oceânica no Quênia é entre Dezembro e Abril, quando os grandes cardumes passam pela costa.

 

 

Watamu - A terceira parada

 

Watamu é um pequeno vilarejo no litoral da costa do Oceano índico, no Quênia. Fica localizado entre Blue Lagoon e a baía de Watamu. Sua maior atividade comercial se baseia na pesca e no turismo. A maior cidade próxima é Malindi, que se pode chegar através de lotações, ou o famoso matatu.

 

 

Bio-Ken Snake Farm

www.bio-ken.com

 

A fazenda Bio-ken é mais ou menos como um instituto Butantã do Quênia. eles produzem soros antiofídicos e pesquisam as toxinas do veneno das cobras. A diferença é que o lugar é muito maior que o Butantã. É uma fazenda, tem muito mais cobra e é aberta para visitantes. O Bio-ken também acolhe outros tipos de répteis e de anfíbios. Lá dá para se para conhecer como são os lagartos do Quênia e visitar outro animal que também é mantido na fazenda - os crocodilos.

 

 

Amboseli National Park - A quarta parada

www.kws.org/amboseli.html

 

O parque Amboseli é uma reserva protegida pelo governo queniano e tem quase 400 km2. Lá você pode encontrar a maior população de elefantes do Quênia, que são a grande atração da reserva. Hoje mais de 1200 elefantes habitam a área. Mas com todo espaço é claro que dá para encontrar um monte de outros animais.

 

 

Tortilis Camp

www.tortilis.com

 

Para quem gosta de natureza mas não quer saber de desconforto nenhum, o Tortilis é um sonho. As tendas têm varandas, camas king size, banheiros. Tudo muito civilizado. Numa tenda maior você pode ter até bar e restaurante. E, para se refrescar, tem até piscina.

 

 

Os Maasai

 

Nas imediações da reserva tem uma vila Massai, um grupo que vive há séculos nos arredores do Kilimanjaro. Os Massais são uma das etnias mais conhecidas da África, que se espalha do sul do Quênia ao norte da Tanzânia. O governo do Quênia insiste em dizer que são pelo menos um milhão e quinhentos mil Massais que vivem por lá. Já os Massais acreditam que a população Massai não passa de 300 mil pessoas. As vilas massai são conhecidas por um nome curioso - Kraal. Que são construídos tanto por homens quanto por mulheres. Eles são muito vaidosos. Os homens normalmente vestem tecidos vermelhos, chamados de Shuka. Alem disso, eles usam muitos brincos e alargadores de orelhas. Já as mulheres são famosas pelos seus colares de contas.

 

 

Um vôo de Balão para vero Kilimanjaro de perto

www.kilimanjaroballooning.co.ke

 

Todo vôo de balão conta com uma equipe de terra, que segue o balão durante o vôo, se mantém em contato por rádio e auxilia na hora do pouso. A maioria dos historiadores acha que o nome Kilimanjaro vem do swahili e quer dizer “montanha brilhante”. Com seus quase 6 mil metros de altura, a montanha é um vulcão que acalmou e ficou inativo. Mas toda suas lendas continuam. O monte é um assombro. Só chegar perto de um espetáculo como o Kilimanjaro já é um arrepio, um escândalo, um deslumbramento.

 

Fotos | Quênia - PARTE II


Chegando no Amboseli
 

Crocodilo em Malindi
 

Entrada do Parque Amboseli
 

Ken Taylor do Bio-Ken Snake Park

Pesca de alto mar em Malindi
 

A praia de Malindi, Quenia
 

Alvaro e os Masaai no Amboseli Park, Quenia
 

Alvaro Garnero com os Masaai no Parque Amboseli

Alvaro gravando nas alturas do Quenia, rumo ao Kilimanjaro.
 

Alvaro na tribo dos Masaai
 

Alvaro no Hotel Lion In The Sun, Malindi
 

Alvaro participando de uma dança tribal, que também é uma prova de masculinidade dos Masaais

Beijando uma das girafas do jardim do Hotel Giraffe Manor, em Nairobi
 

Elefante no Amboseli
 

Gravando no Quenia com o Monte Kilimanjaro ao fundo
 

Masaai com os classicos ornamentos da tribo

Parque Amboseli, Monte Kilimanjaro.
 

Pescando Marlin no Oceano Indico, em Malindi
 

Por-do-Sol na Savana Africana
 

Preparando o Balão para o vôo rumo ao Kilimanjaro

Sobrevoando a Savana do Quenia de balão
 

Uma parada durante o Safari no Amboseli Park.
 

Visitando o Hotel Lion In The Sun, do amigo Flavio Briatore, em Malindi
 

Voando de balão rumo ao Monte Kilimanjaro, Quenia

Zebra no Parque Amboseli
 
 

Outros Episódios